O que é

As Ciências da Saúde cuidam tanto do indivíduo como das populações, tanto humanas como animais. Envolvem a parte clínica, de atendimento a doentes, tanto na medicina, como na veterinária, enfermagem, fonoaudiologia, farmácia, educação física, odontologia, nutrição e fisioterapia. Incluem também a pesquisa em saúde, tanto básica como aplicada. Alguns profissionais podem clinicar e pesquisar ao mesmo tempo.

A atividade clínica é exclusiva dos profissionais da área de Saúde. A atividade de pesquisa, que é o nosso foco, é desenvolvida tanto por profissionais das Ciências da Saúde quanto pelos das Ciências Biomédicas. Ela busca compreender os complexos processos dos organismos animais e humanos relacionados à saúde – processos fisiológicos, que ocorrem normalmente nos organismos – e à doença – processos patológicos, que sinalizam que algo está errado naquele organismo. Os pesquisadores buscam conhecer esses processos para poderem intervir nas doenças de forma eficaz, reduzindo os possíveis efeitos colaterais dos tratamentos, pois sabemos que muitas vezes os medicamentos para uma determinada doença podem causar outros problemas.

As possibilidades de pesquisa em Saúde e na área Biomédica são muito amplas e faltam profissionais no país para dar conta de tantas possibilidades. São áreas multidisciplinares, que têm interseção com a biologia, a química, a física, assim como com as Ciências Sociais – a psicologia, a economia, a sociologia. Na descrição das áreas de atuação vamos ver de que forma pode ocorrer essa interação.

É importante lembrar que as separações entre as ciências não existem de fato: elas são um artifício para organizar o conhecimento. A natureza é um sistema interdependente que envolve todas as áreas da ciência. A criação da área de Ciências da Saúde na Academia Brasileira de Ciências, por exemplo, só ocorreu na década de 90, e teve como objetivo valorizar os pesquisadores que também clinicam, pois as pesquisas na área eram até então identificadas com as Ciências Biomédicas.