O que fazem

O cientista social estuda principalmente as relações entre os indivíduos e os grupos sociais, suas origens, evolução, estrutura e funcionamento. Na sociedade contemporânea, busca entender o planejamento das sociedades nos níveis nacional, regional, estadual e municipal. As relações entre as diferentes nações, tanto no aspecto político como no econômico e social, também são foco desses cientistas.

Com base em pesquisas e observações, analisam hábitos, costumes, características religiosas, relações familiares, organização institucional e econômica dos diversos grupos sociais. Estudam fenômenos como migrações, conflitos sociais, ocupação do espaço rural e urbano e movimentos políticos. Tais conhecimentos podem ser aplicados na solução de problemas nas áreas de educação, saúde, ambiente, violência, entre outros.

A pesquisa científica é a base do trabalho do cientista social. Estes profissionais podem atuar como pesquisadores, professores universitários, professores do ensino básico, críticos, assessores de empresas e em projetos de urbanização. Suas atividades são baseadas em muita leitura e redação de artigos e estudos, além da participação em fóruns sociais, congressos e eventos.

Como professores universitários, podem lecionar nos cursos específicos de ciências sociais e também nos de economia, psicologia, educação, história, comunicação social, entre outros. Para tanto, precisam concluir mestrado e doutorado. Obtendo esse nível de formação, poderão também orientar alunos em suas dissertações e teses de pós-graduação. No ambiente acadêmico desenvolvem suas pesquisas, a partir das quais escrevem artigos e os publicam em revistas especializadas e na mídia em geral. Também podem publicar livros ou capítulos de livros. Seus artigos podem abordar vários assuntos, como arte, cultura, política e economia.

Esses profissionais são também procurados para a elaboração de análises sociais para órgãos públicos, empresas privadas, sindicatos, partidos políticos e organizações não governamentais. Também podem elaborar projetos de planejamento urbano e de desenvolvimento para uma região. Empresas de pesquisa e agências publicitárias os contratam para realizarem pesquisas de mercado. Políticos também os empregam para prestarem consultoria, com base em entrevistas com eleitores.